Novas regras do empréstimo consignado

Novas regras do empréstimo consignado 2019
É comum que novos segurados e beneficiários do INSS sejam assediados por bancos e financeiras que oferecem crédito com desconto em folha por isso as novas regras…

“Regras do empréstimo consignado para aposentados e pensionistas do INSS mudam em 2019 para impedir o assédio dos bancos, financeiras e instituições financeiras aos novos beneficiários e segurados.”

Recentemente o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) publicou uma instrução normativa criada exclusivamente para impedir o assédio das inúmeras instituições financeiras que operam no setor junto aos segurados e beneficiários.

A grande maioria das pessoas e cidadãos no Brasil já sabem como funciona o empréstimo consignado e todas as vantagens competitivas em relação as outras linhas de crédito oferecidas no mercado.

O consignado é um mercado imenso e explorado por todo tipo de instituição financeira, lojas, bancos, corretores, correspondentes bancários e até o comércio em geral de alguma forma usa o consignado para alancar suas vendas e negócios.

Novas regras para o empréstimo consignado em 2019

Desde que o empréstimo consignado foi criado oficialmente em 2005 já houve inúmeras alterações nas regras para a concessão e para adequar a modalidade as mudanças de mercado e proteger os aposentados e pensionistas do INSS.

  • Regras do consignado para adequar as políticas mercadológicas
  • Regras do consignado para limitar as ações de crédito no segmento
  • Regras no consignado para ajustar a comissões dos correspondentes bancários
  • Regras do consignado para proteger de fraudes e solicitações indevidas nos empréstimos
  • Regras do consignado para evitar assédio ao segurados e beneficiários

Enfim.., sempre que é necessário, o órgão do governo que regula o empréstimo do INSS, o MPS — Ministério da Previdência Social, Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e DataPrev, que é empresa que realiza as operações de consignação intermediado entre o beneficiário e as instituições financeiras.

Consignado para novos benefícios e pensões

É sabido por todos que bancos, financeiras, fintechs, empresas de empréstimos e correspondentes bancários tem acesso as informações dos beneficiários e segurados de alguma forma.

— Em geral, o novo aposentado e pensionista do INSS recebe propostas de consignado antes mesmo do primeiro pagamento do benefício ser liberado.

Com as novas regras, as instituições ficarão proibidas de assediar os novos beneficiários para oferecer o crédito consignado. O prazo mínimo para a concessão do consignado será de seis meses após o recebimento do primeiro benefício.

É comum que recém aposentados sejam assediados por bancos e financeiras que oferecem crédito com desconto em folha.

Para proteger o aposentado e pensionista de contratação irregulares, o beneficio ou pensão será bloqueado para liberação de propostas nos primeiros três meses.

Depois disso, o segurado do INSS deverá se apresentar a uma agência bancária da sua escolha e solicitar o desbloqueio junto ao órgão.

De acordo com a normativa instrutiva, o segurado que tiver interesse em fazer empréstimo consignado deverá solicitar uma pré-autorização para ter acesso irrestrito a modalidade do crédito.

O sistema funcionará da forma mais simples e descomplicada possível, porém com toda segurança.

O processo poderá ser feito pelo canal eletrônico na Internet disponibilizado pelo banco ou instituição financeira. Para isto, o próprio aposentado, pensionista, ou representante legal deverá disponibilizar as informações e dados necessários.

Quais as regras para combater fraudes no consignado?

As mudanças também incluem um sistema atualizado, mais robusto e seguro, o objetivo é fazer como que o INSS tenha a possibilidade de combater fraudes no consignado com mais eficácia.

Vale mencionar que existem muitos empréstimos consignados concedido sem autorização do segurado, segundo as denúncias que chegam à própria Ouvidoria da Autarquia.

“Os empréstimos, se realizados no prazo de vedação (180 dias), serão considerados assédio comercial, e serão punidos é podem até ter os contratos dos consignados rescindidos.”

Quando as novas regras do consignado começam valer?

A regras começam a valer à partir do mês do abril de 2019. Depois desta data:

  • As instituições terão que aguardar 6 meses para oferecer os empréstimos consignados aos novos aposentados e pensionistas
  • Além disso, o benefício do INSS ficará bloqueado para contratação de empréstimos nos primeiro três meses

O crédito consignado é uma excelente oportunidade de obter dinheiro emprestado, mas essa facilidade de pegar dinheiro com parcelas que cabem no bolso pode virar um grande problema financeiro uma vez que os empréstimo são concedido em longo prazo, até 72 parcelas.

Sobre o empréstimo consignado do INSS

No Brasil, a média de recebimento com pagamentos mensais das aposentadorias e pensões do INSS, recebem apenas um salário mínimo.

O mais intrigante é que mais de 6 milhões de beneficiários ainda continuam no mercado de trabalho para poderem honrar com o pagamento das contas mensais e manter a família com dignidade.

Diante deste cenário praticamente predatório, as instituições financeiras de todos os tipos aproveitam para ganhar dinheiro oferecendo grana com baixo custo mas que trazem a elas imensas fortunas com os lucros.

O empréstimo consignado pode ajudar em algum momento, sim claro que pode, no entanto, o financiamento de recursos financeiros em bancos e financeiras precisam ser pagos de volta. Isso coloca os aposentado e pensionistas em situação de endividamento.

Hoje, quem ganha um salario minimo de R$ 954 pode comprometer até 30% deste valor com o empréstimo consignado e mais 5% com o cartão de crédito consignado.

Vazamento de dados e informações no INSS para consignado

Não é de hoje que se fala em fraudes e vazamento de dados nas operações e transações que evolvem o crédito consignado do INSS.

Para termos uma vaga ideia, somente em 2018, foram registradas oficialmente mais de 97 mil queixas relacionadas à insistência dos bancos, financeiras e instituições assediando os segurados.

Ao entrarem em contato, as empresas de empréstimos, fintechs e correspondentes bancários, já sabem qual o valor da aposentadoria que será concedida ao beneficiário antes mesmo dele saber o valor – parece mágica, mas não é!

O vazamento de dados não foi ainda comprovado, mas todos sabem que existe o comércio ilegal de informações. Também não há comprovação de fraude contra o sistema da DataPrev e INSS, ou se o Órgão tem uma proteção robusta contra hackers e ladrões de informações.

O INSS nega que haja roubo de dados ou a divulgação de quaisquer dados relacionados as novas aposentadorias e pensões. No entanto, os cidadãos que sentirem mal estar por serem assediado, pode fazer gratuitamente sua reclamação ao INSS.

Basta acessar o serviço de atendimento da instituição que ofereceu o empréstimo consignado ou aos órgãos de defesa do consumidor Procon etc.

As normas começam a valer 90 dias após a publicação no Diário Oficial da União. As instituições que descumprirem serão notificadas e, caso não se adequem, podem ter os contratos rescindidos.

O que muda com as novas regras do empréstimo consignado 2019?

Proibição de novos empréstimos: Com as novas regras ante assédio do INSS, os bancos e instituições financeiras estarão proibidas de entrar em contato para oferecer aos novos beneficiários (aposentados e pensionistas) crédito consignado nos primeiros seis meses após o recebimento do primeiro benefício — aposentadoria ou pensão.

Bloqueio do benefício: Com o intuito de evitar fraudes no INSS e o assédio feito pelas financeiras e instituições bancárias, os novos aposentados e pensionistas terão a contratação de consignado bloqueada nos primeiros 3 meses após o primeiro recebimento liberado pelo sistema.

Autorização pelo segurado: O empréstimo consignado somente poderá ser concedido passado o período inicial de 3 meses, depois disto o segurado pode ir até ama agência bancária e solicitar o desbloqueio do benefício.

Taxas de juros do empréstimo: Sem novidades quando a taxa de juros, os bancos continuam sendo obrigados a divulgar mensalmente quais os juros são aplicados por operação de crédito consignado.

Desconto indevido: Caso seja detectado algum tipo de irregularidade relacionado a quebra das novas regras, o segurado deverá fazer um reclamação a Ouvidoria Geral da Previdência Social para o bloqueio dos descontos.

Início das novas regras: As mudanças com as novas regras do consignado foram publicadas no dia 31 de dezembro 2018, mas só passarão a valer a partir de 1º de abril de 2019.

Conclusão em relação as mudanças

A evolução do empréstimo consignado é feito praticamente todos os anos, desta vez, a principal mudança é realmente o prazo previsto para que as instituições e bancos privados e públicos não ofereçam crédito para os novos aposentados e pensionistas do INSS, contudo, sabemos que a abordagem é um pouco invasiva e por vezes agressiva.

Com certeza os bancos e financeiras farão um trabalho paralelo de divulgação nesse período de 180 dias, após o prazo, certamente as instituições irão importunar com ligações insistente os novos aposentados e pensionistas.

O marketing e abordagem são extremos para tentar vender o consignado na folha de pagamento do INSS por ser um produto financeiro muito lucrativo para os bancos.

Apesar das novas regras do empréstimo consignado para 2019 criado para eliminar o assédio ao segurados ou benefícios do INSS, os empréstimos apesar de ter juros abaixo do praticado no mercado, ainda sim, acabam comprometendo a renda do aposentados e pensionistas fazendo a dívida se tornar um verdadeira bola de neve imparável.

Empréstimo Bolsa Família e Progredir

empréstimo Bolsa Família
Como fazer empréstimo Bolsa Família! Como funciona? Quem tem direito de fazer o microcrédito Progredir e muito mais?

“Como fazer empréstimo Bolsa Família – Nos últimos anos 2015, 2016, 2017, 2018 e agora em 2019 o (Programa Bolsa Família) sem sombra de dúvidas é um dos melhores assistenciais já criados pelo governo Brasileiro.”

O Bolsa Família apesar de ser criticado por muitos, tem ajudado centenas de milhares de famílias brasileiras a sairem da situação de extrema pobreza em alguns lugares do Brasil, e com isso, podem respirar um pouco mais aliviados com a ajuda financeira liberada pelo programa.

Não desconhecido o fato que o programa não foi feito para enriquecer as pessoas ou fazer do Bolsa Família um espécie de aposentadoria ou previdência privada dos pobres, contudo, muitos apesar da quantia limitada em dinheiro, para sua região, realmente faz a diferença para garantir a melhora na condição de vida.

Graças ao incentivo governamental, o “Programa Bolsa Família” Item evoluído e deixado de ser apenas um forma assistencialista de beneficiar os cidadãos, e é sobre essas mudanças no programa que vamos relacionar aqui nesse artigo:

  1. Programa Bolsa Família de Assistência Financeira
  2. Programa de Empréstimo Bolsa Família
  3. Programa Progredir Microcrédito do Bolsa Família

O que é o Bolsa Família e como funciona?

Esse programa social do governo federal visa de ampla e objetiva prestar auxílio com ajuda financeira a todas às pessoas e cidadãos brasileiros em cada estado e regiões mais longínquas do país, pessoas estas que estão na pobreza ou extrema pobreza.

O Programa Bolsa Família busca garantir a milhares de famílias o direito à alimentação e o acesso à educação e à saúde.

Em geral, na maior parte, esses beneficiários não possuem condições viáveis de se auto-sustentarem, com o Bolsa Família, o governo federal encontrou uma forma de oferecer legalmente melhores condições e oportunidades para eles terem uma vida mais digna ao eliminar um pouco das restrições que viviam.

Hoje o Bolsa Família está se tornando muito mais que apenas dar dinheiro para as pessoas de forma assistencialista ou como plataforma política de partidos.

— O Programa tem visado também no desenvolvimento profissional ao tentar colocar os inscritos no “Cadastro Único” e beneficiários do “Bolsa Família“, no mercado como micro-empresários para ficarem independentes da ajuda financeira do governo.

Quais os objetivos do Programa?

  • Promover o combater a fome assegurando o acesso a alimentação e nutrição
  • Combater a pobreza ou extrema pobreza e outras maneiras de privação das famílias
  • Auxiliar no acesso à rede de serviços públicos como: assistência social, saúde, educação e segurança alimentar

Qual o valor liberado no Bolsa Família por pessoa?

Não existe um valor fixo ou determinado por família, a quantia liberada por família mensalmente é a soma de algumas variáveis e dos tipos de benefícios que o “Programa Bolsa Família” concede individualmente.

Entre essas variáveis podemos relacionar a renda por pessoa inscrita no programa. O sistema baseado nas informações cadastradas, faz o cálculo da renda total e divide entre todas as pessoas da família que possuem algum ganho mensal e vão participar do Programa.

Os tipos de benefícios e as quantidades de benefícios (valor em dinheiro) que cada família recebe do programa depende da composição:

  • Número de pessoas
  • Idades dos integrantes
  • Presença de gestantes e;
  • Renda da família beneficiária

Os tipos de benefícios estão classificados em quatro (4) modalidade que são pagos às famílias com renda mensal de até R$ 178,00 por pessoa, são eles:

1 – Benefício Básico − Valor liberado de R$ 89,00

  • Liberado apenas a famílias na pobreza com renda mensal de até R$ 89,00 por pessoa.

2 – Benefícios Variáveis (até cinco por família)

  • Benefício Variável Vinculado à Criança ou ao Adolescente de 0 a 15 anos. R$ 41,00
  • Benefício Variável Vinculado à Gestante. R$ 41,00
  • Benefício Variável Vinculado à Nutriz. R$ 41,00

3 – Benefício Variável Vinculado ao Adolescente

  • Valor liberado de R$ 48,00 (somente dois por família)

4 – Benefício para Superação da Extrema Pobreza

  • O valor do benefício é calculado individualmente caso a caso, a quantia é pago às famílias com renda mensal por pessoa inferior a R$ 89,00, independente de receberem outros tipos de benefícios do Programa

Como dito, esses valores acima são os valores básicos, na prática as famílias que recebem auxílio do Programa, em média podem receber quantias razoáveis, mas tem regras − é exigida além de estarem com todas as vacinas em dia, devem comprovar frequência escolar para crianças e adolescentes na faixa etária de 6 e 15 anos de idade (Saiba mais sobre esse compromisso aqui).

Diferenças no valor dos benefícios do Bolsa Família

Vale mencionar que pode acontecer que, famílias que possuem o mesmo número de pessoas, inclusive com idades muito próximas, que particularmente moram na mesma região ou localidade, tenham o valor do benefício muito diferente para menor ou para maior, isso por causa das diferenças de renda e das variáveis analisadas.

O verdadeiro motivo para Bolsa Família existir

— O verdadeiro motivo para Bolsa Família ser liberado a população é para servir como complemento financeiro para ajustar a qualidade de vida e também oferecer melhores condições de subsistência as familiares brasileiras, normalmente o dinheiro do auxílio é usado para compras de alimentos, pagamentos de despesas e custear o dia a dia, entre outros.

Outro detalhe que se fala a muito tempo na Internet é o Empréstimo Bolsa Família…

Quer saber a verdade?

Empréstimo Bolsa Família? Onde Fazer? Como Funciona?

A princípio devemos fazer duas perguntas básicas para continuar:

  1. O Empréstimo do Bolsa Família Existe mesmo?
  2. O Empréstimo Bolsa Família é verdade ou mentira?

Nos últimos anos tem circulado em sites e blogs em toda Internet informação noticiosa que o governo federal através da Caixa Econômica teria liberado uma modalidade de crédito dizendo que os “beneficiários do Bolsa Família podem pegar empréstimo pessoal“.

Desde então centenas de milhares de pessoas que recebem este tipo de benefício tem procurado desesperadamente na CAIXA e nos órgão públicos algo verídico que possam se apegar, e principalmente no Google.

Qual é a dúvida? Todos querem saber se esta notícia é realmente verdadeira ou se é apenas mais um boato para gerar likes e views.

Confira logo abaixo e tire suas dúvidas e conclusões sobre este assunto.

Programa para empréstimo Bolsa Família online

Existe empréstimo Bolsa Família? É verdade?

Infelizmente ou felizmente, dependendo do seu ponto de vista “não existe uma linha de crédito ou empréstimo pessoal específico para quem recebe bolsa família“.

Mas, vale mencionar que alguns bancos de varejo como o Santander, Itaú Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa e outras instituições financeiras, oferecem para famílias de baixa renda, inclusive recebedores do “Programa Bolsa Família uma linha de crédito diferenciada ou que haja o mínimo de comprovação de renda“.

Fique atento! Os bancos privados ou públicos não estão autorizado a fazer “empréstimos descontados no Cartão do Bolsa Família” por exemplo: para se ter uma idéia, há informações dizendo que existe a modalidade de “Empréstimo consignado no Bolsa Família“, feito no mesmo molde dos empréstimos para aposentados e pensionistas do INSS.

O Bolsa Família é um benefício de assistência social às famílias de baixa renda e não salário, aposentadoria ou pensão.

Quanto a Caixa Econômica Federal, que atualmente é o banco gestor do benefício, basta você dar um pulo em qualquer agência que a resposta será sem dúvida: “Não possuímos uma linha de empréstimos pessoais para beneficiários do Bolsa Família.

Outro problema que surgiu com o boato, é com relação ao fraudadores e ladrões de identidade, com esse advento, surgiram alguns golpes do empréstimo relacionados ao Programa, portanto, é importante ficar atento ao que é verdade ou o que é mentira.

O mais interessante é que você deve estar lendo esse artigo porque esta justamente procurando uma forma de solicitar dinheiro emprestado nessa condição por precisar de empréstimo urgente.

Mas não é só você, muitas famílias que recebem auxilio do Programa também tem procurado formas de solicitar ou contratar empréstimos descontados direto no Cartão Bolsa Família, no entanto, isso não é possível no momento — pode ser que mude!

O que dizem sobre liberar Empréstimo Bolsa Família

Em muitos artigos que lemos o mais comum é dizer que beneficiários podem se locomover as agência da CEF, Banco do Brasil, Banco do Nordeste etc., no caso da CAIXA, é responsável pelo pagamento. Nesses bancos são oferecidos o crédito para os beneficiários do programa social.

Ou seja, para fazer a solicitação do empréstimo pessoal tem que ir nas agências, além disso, dizem que é autorizada pelo site do MDS, no entanto, são inverdades.

Empréstimo bolsa família com nome sujo?

Na verdade existe inúmeras especulação relacionada ao empréstimo para pessoas beneficiárias do Programa Bolsa Família, o ideal para você que ter ter certeza, vá até uma agência da Caixa Econômica na sua região ou cidade e peça maiores informações sobre essa suposta modalidade.

Para não perder a viagem se informe também sobre o “Plano Progredir de Microcrédito do Bolsa Família.”

Por falar nisto, o governo federal resolveu dar mais uma força para quem recebe o Bolsa Família e esta cadastrado no Cadastro Único (link), criou o programa ou Plano Progredir que ajuda diretamente os beneficiários do Bolsa liberando microcrédito para empreenderem.

Programa Progredir, - microcredito bolsa família

Beneficiários do Bolsa Família tem acesso a microcrédito?

++Com a criação deste novo programa, o Programa Progredir, a ajuda virá como a liberação de microcrédito e também de ferramentas para qualificação no trabalho e desenvolver o empreendedorismo aos cidadãos  inscritos no Cadastro Único.O governo brasileiro tem em caixa alguns bilhões de reais exclusivos para essas operações de microcrédito direcionados para (Plano Progredir, link).

Beneficiários do Bolsa Família e pessoas no Cadastro Único tenham acesso a crédito em condições especiais para que possam empreender.

Para ficar bem claro, esse programa não é empréstimo pessoal ou o chamado “Empréstimo Bolsa Família”, é outro formato. Essa modalidade será oferecida para a população em condição de vulnerabilidade e que sem a criação desta circunstância não teriam como ter acesso a empréstimos ou crédito pessoal por não conseguirem oferecem garantias.

— Esse programa de empréstimo é realizado através do sistema Progredir, criado e desenvolvido pelo Ministério do Desenvolvimento Social em parceria com o governo federal, para promover e incentivar o empreendedorismo através do Microcrédito Produtivo, o qual atende perfeitamente as necessidades do microempreendedor de baixa renda que precisa do empréstimo, mas possui dificuldades de consegui-lo devido a uma série de burocracias.

O que é o Plano Progredir e o que ele oferece?

O Progredir e/ou (Microcrédito Bolsa Família) é um conjunto de ações do governo federal para auxiliar as pessoas inscritas no Cadastro Único.

Preferencialmente beneficia a população cadastrada com perfil de renda até ½ salário mínimo, que buscam oportunidades no mercada de emprego e querem aumentar a renda, e por meio da oferta de cursos profissionalizantes, usando a plataforma dos cursos do Pronatec, amplia a possibilidade de acesso de recursos em dinheiro com o microcrédito. Essas ofertas estão distribuídas em três eixos, são eles:

  • Empreendedorismo
  • Qualificação profissional e;
  • Intermediação de mão de obra

Quem pode participar ou solicitar o Progredir?

Além das pessoas que estão inscrita no Cadastro Único, todas aquelas que estão com cadastro atualizado e atualmente recebem auxílio do Bolsa Família podem participar do Progredir.

O mais interessante é que todas as pessoas com Cadastro Único que já possuem um algum negócio ou desejam iniciar um novo empreendimento podem fazer parte das ações que liberam o chamado “Microcrédito Produtivo do Progredir“.

Para ter acesso o solicitante interessado deve se cadastrar no Portal do Progredir (www.mds.gov/assuntos/progredir), para que um banco ou instituição financeira da rede de parceiros do Plano avalie sua proposta de empréstimo e dê um sim ou não.

Como fazer o cadastro para pedir o Microcrédito?

Como faço meu cadastro no Portal Progredir para conseguir o microcrédito? É bem simples, mas somente pessoas que estão inscritas no Cadastro Único é que podem se cadastrar.
Para se cadastrar no Programa, basta que o cidadão:

  1. Acesse o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de sua cidade ou região
  2. Realize a sua inscrição no CADASTRO ÚNICO – é obrigatório
  3. Apresente todos documentos solicitados no ato da sua inscrição
  4. Aguarde a aprovação e liberação do resultado – pode demorar mais de 30 dias
  5. Quando aprovado, você receberá mais informações de como ter acesso aos recursos

Se você está inscrito no Cadastro Único, o seu CPF será identificado pelo sistema automaticamente no momento em que você estiver fazendo o seu cadastro no site online do Progredir.

Agora sim, com o Plano Progredir os beneficiários do Bolsa Família não só consegue dinheiro empréstimo com baixo custo, como tem aceso a vários cursos profissionalizantes e gratuitos para aprender a empreender.

Valor liberado no Empréstimo do Bolsa Família

Para determinar o valor algumas condições financeiras são analisadas, entre elas estão:

  • renda mensal do solicitante
  • renda mensal e patrimônio do fiador
  • renda mensal familiar

Após o banco realizar a analisar o solicitante, a instituição informará qual o valor estará disponível para saque, as quantias são:

  • o valor mínimo de: R$ 300,00
  • o valor máximo de: R$ 15.000,00

Com o dinheiro do empréstimo nas mãos, o cidadão beneficiado com o microcrédito poderá dar um salto no seu negócio, fazendo o negócio prosperar, e com o tempo, deixar de ser dependente do Programa Bolsa Família

Qual valor total disponibilizado e quais os Juros?

A princípio segundo divulgações do próprio governo federal, será disponibilizado cerca de R$ 4 bilhões por ano para o programa.

A taxa de juros diferentes de outras linhas de crédito privadas, os beneficiários pagaram uma taxa de juros baixa, menos de 1% a.m., valem lembrar que a taxa de juro aplicada ao empréstimo é decidida pelo banco que irá fazer a liberação mas dentro no máximo permitido.

Para que pode ser usado o dinheiro do empréstimo Bolsa Família?

O dinheiro de Empréstimo do Bolsa Família (Plano Progredir) só pode ser utilizado para ampliar negócios, nessa modalidade não pode ser usado para:

  • Aquisição de material escolar
  • Aquisição de objetos pessoais
  • Aquisição de produtos alimentícios
  • Pagamento de dívidas e despesas
  • Reformas da casa e domésticas
  • Gastos do dia a dia, e outros

Dicas para pegar empréstimo em dinheiro

Muitos conselheiros e consultores financeiros abominam o fato das pessoas pegar empréstimos pessoais, em especial os com juros muito altos, no entanto, nem precisa ser especialista para saber disto. Contudo, e se a coisa apertar e não tiver jeito? Pegar um empréstimo pode ser a única solução!

Não é fácil, mas se a pessoa conseguir poupar algum dinheiro da renda mensal ou do salário todos os meses, certamente essa reserva pode salvar a pátria em um momento de aperto.

Por isso que nesse caso, para as famílias de baixa renda, principalmente as que recebem do Bolsa Família, pegar empréstimo pessoal pode não ser uma boa alternativa, salvo nesse caso de iniciar um negócio ou empreender para ajudar no desenvolvimento profissional ou criar uma renda real.

Veja também esses artigos relacionados:

Para terminar, que fique claro que “não existe Empréstimos com o Cartão do Bolsa Família“, nem na CAIXA ou qualquer outro banco. Fique atento também a propostas de crédito pessoal muito tentadoras, pois elas podem esconder vilões perigosos além dos juros altíssimos.

Gostou das informações? Aproveite que consegui ler tudo e compartilhe este post com os seus amigos, deixe-os bem informados.