Faça isso se você quiser sair da divida!

Faça isso se você quiser sair da dívida definitivamente
Não temos bola de cristal para saber quando tempos difíceis irão chegar, mas podemos evitar e sair da divida quando quiser..

“Meus parabéns!  Se você esta aqui é porque já tomou a decisão de sair da divida ou esta querendo encontrar meios de ficar livre de débitos financeiros o quanto antes. Então e agora é o que?”

Algumas pessoas nunca ultrapassam esse ponto porque não sabem por onde começar.

Em geral ao invés de procurarem alternativas efetivas de sair das dividas de forma inteligente, com um plano correto que envolve a redução de débitos e encargos, a busca por mais recursos financeiros e renda extra, a eliminação de despesas e de custos supérfluos, buscam formas de fazer mais e mais empréstimos pessoais.

E se você decidir que quer sair da dívida..

Esse quadro geral é desanimador, porque as pessoas em geral desistem antes de escrever a sua primeira lista do que esta devendo. Quando se fala em usar uma planilha ou aplicativo de controle de gastos a mente fica paralisada.

A boa noticia é que você não precisa mais se preocupar, agora mesmo você está prestes a descobrir qual o primeiro passo para dizer adeus às suas dívidas!

Antes de aprender este segredo, você precisa ser avisado: estes passos podem surpreendê-lo. Vai parecer a coisa mais errada a fazer, contudo você não vai aprender fazer nada de improviso. Sabia que a maioria das pessoas acha que sair da dívida é simplesmente pagar contas?

Me diga, você está pronto para saber como conseguir economize R$ 1.000 o mais rápido possível? 

Certamente você não estava esperando por isso, ou esperava? Porque, digo isto, sabemos que alguém que está endividado não economizaria dinheiro em vez de usá-lo para pagar as dívidas?

Porque economizar para quando a dívida aparecer?

Nós brasileiros não temos o costume de reservar uma parte do salário, mas meu conselho para você é — mude esse conceito. Pense em fazer o seu fundo de emergência como uma rede de segurança em caso de queda e falta de dinheiro.

Ao economizar recursos financeiros mensalmente, isso permitirá você criar uma mentalidade de estar no controle de seu dinheiro. Também vai forçar você fazer mudanças no modo de usar seu dinheiro.

Ao começar economizar parte da sua renda, além de ter um dinheiro reservado para aquelas horas de sufoco, em pouco tempo você terá grana suficiente para fazer boa parte do que deseja fazer á vista, que normalmente faria financiado.

Nós não temos uma bola de cristal para saber quando os tempos difíceis irão chegar, mas podemos nos preparar para quando estarmos vivendo nesses tempos.

  • Seu aparelho de energia solar pifa.
  • Seu carro dá problema na transmissão.
  • Seu filho quebra o braço no treino de futebol, todas essas são surpresas que podem geram gastos.

Mas se você tiver R$ 1 mil em um fundo de emergência, não precisará se endividar quando precisar de dinheiro urgente ou o inevitável acontecer.

Inicie o seu fundo de emergência imediatamente

Se você leva a sério e quer sair da divida, deve trabalhar ao máximo para conseguir economizar pelo menos R$ 1.000 nos próximos 3/4 meses ou o quando antes. Abaixo tem algumas ideias!

Fazer um orçamento financeiro da renda e gastos

É meio repetitivo mas faça o controle financeiro do seu dinheiro com uma planilha ou aplicativo online, fazer isso é essencial para que o seu sucesso com as finanças aconteça.

Controlar sua finanças com um orçamento bem definido é a chave para conseguir guardar pequenas quantias de dinheiro para criar o seu fundo de emergência de pelo menos R$ 1.000 reais.

Sabendo quando entra e quanto você está gastando, será mais fácil fechar a torneira onde tem mais despesas e quais delas é possível cortar para economizar mas dinheiro. Mas se você não fizer seu plano com um orçamento mensal, nunca saberá quais o custos você poderá cortar para economizar.

Reorganize suas prioridades financeiras

Sabemos que pode parecer impossível, mas é factível mudar totalmente um vida financeira desregrada e sem controle!

  • Primeiro: faça uma lista de compras e siga-a sem mudanças de última hora.
  • Segundo: pare de financiar seus “desejos descontrolados” e compre apenas itens necessários.

Se você acha que vai ceder às compras por impulso ao caminhar pelos corredores de um Shopping ou Hipermercado, considere deixar de ir nesses ambientes. Para itens necessários, mude para produtos de marca menos conhecidas.

Desafie-se a ser criativo! Faça suas refeições no fogão ao invés de comprar alimento e refeições prontas que custa muito caro, isso em qualquer lugar do mundo. Só de fazer isso, muito dinheiro será poupado.

Se desfaça de coisas que não precisa ou usa mais

Venda tudo que você mantém guardado em caso mas não usa, não dá pra ninguém ou troca.

Desapega! Essa é a palavra de ordem. Utensílios domésticos, roupas, aparelhos eletrônicos, brinquedos e tudo que você nem lembrava mais, no entanto pode virar dinheiro se for vendido.

Livrar-se de bijuterias, jóias de valor que você comprou mas não usa. Venda qualquer coisa de valor monetário que realmente não tem significado para você mas que está acumulado na sua casa.

Deseja sair da divida mesmo?

Procure por grupos sociais no facebook de brechó, sites de compra e venda de produtos usados, tente a OLX ou o Mercado Livre, nesse lugares sempre tem alguém que que comprar ou que você está vendendo.

Afinal, o que pode não prestar para uma pessoa pode ser valioso para outra.

Encontre alternativas de fazer dinheiro extra

Você é um ótimo fotógrafo? Sabe mixar músicas? Sabe tocar violão, piano ou violino? Sabe tricotar cachecol ou cobertores de lã? Agora é a hora de usar seus hobbies ou habilidades para gerar renda extra.

Procure oportunidades para trabalhar nas horas que estiver desocupado.

Se o seu trabalho não lhe der essa opção, considere encontrar um tempo extra para fazer durante a noite ou no fim de semana. Claro que parece não ser tão glamouroso ter que entregar pizzas ou trabalhar em algum delivery qualquer, mas por outro lado, ajudará você guardar dinheiro ou sair da dívida.

Decida o que não irá fazer falta na sua vida

Você está pronto para algum sacrifício?

Percorra sua planilha de gastos e despesas para cancelar quaisquer associações, boletos, faturas e serviços desnecessários. Dê adeus à academia que você paga mas não usa, assinaturas de revistas ou jornais mensais que você não tem tempo de ler!

Talvez seja hora de cancelar sua tv a cabo, mudar para um plano básico ou (usar o Netflix por menos de R$ 25), ou ainda acessar planos de sites de filmes pela internet.

Veja desta forma: se você está trabalhando extra certamente não terá mais tempo ocioso. Não tenha medo de fazer um pouco de sacrifício por um período para poder adicionar mais dinheiro extra no seu bolso rapidamente!

Depois de alcançar o número mágico, leve seu dinheiro para o banco. Não o deixe em casa — se deixar em casa, cedo ou tarde vai usá-lo para qualquer outra coisa que não será para uma emergência.

Você consegue criar um fundo de emergência?

Nem todos conseguem criar a sua própria rede de segurança (guardar dinheiro extra) para quando algo inesperado acontecer. Entenda que esse dinheiro reservado pode ser útil para te dar uma vantagem financeira para poupar com juros e outros encargos.

Este é um dos primeiros passos para acrescentar confiança a sua mente, criar um sentimento de realização e senso de controle do próprio dinheiro. Este passo prova que você pode economizar dinheiro.

Sabia que você pode controlar seu comportamento relacionado ao seu dinheiro?

Quer descobrir o poder do foco intenso em objetivos e determinação para conquistar?

Quer saber como usar habilidades para enfrentar problemas financeiros como passo para se livrar e sair das dívidas?

Recomendamos que você comece sua jornada rumo ao sucesso financeiro. Saiba mais sobre como assumir o controle de seu dinheiro e vencer a dívida de uma vez por todas. Este plano funciona! Clique Aqui!

Como reduzir dívidas com empréstimo pessoal

como reduzir dívidas com empréstimo pessoal

Como reduzir dívidas e custos com dívidas financeiras fazendo um novo empréstimo? Pensando bem não faz sentido pagar o valor mínimo das dívidas que você tem acumulado, e ao ser aprovado em pedido de empréstimo pessoal você continua com todas elas intactas. Então tente por em prática algumas de nossas dicas para reduzir o custo da dívida e dos seus empréstimos.

Quando você compara ofertas para pedir empréstimo ou cartão de crédito, a coisa mais óbvia a se fazer é solicitar uma modalidade com a menor taxa de juros, geralmente expressada como taxa de juro mensal e anual descrito no custo total efetivo da operação.

Infelizmente, depois que você se candidatar para pegar dinheiro emprestado em bancos e financeiras e recebe o resultado com boas notícias, ou seja, que você foi aprovado para uma determinada quantia, às vezes há um choque desagradável quando você percebe realmente o quanto de juros terá que pagar por vários meses.

Realmente saber que o juros se tornou muito maior do que você viu sendo anunciado não é nada legal.

Outro detalhe.. Quando juntamos todos os custos, despesas, dívidas de crédito e débitos do cotidiano, dependendo da sua renda, tudo isso pode ficar insuportável de manter ao longo dos meses ou anos – então o que fazer?

A partir daqui incluiremos muitas dicas para você ficar positivo ou até mesmo deixar de ser negativado, além de ter dinheiro sobrando no bolso e pegar seu empréstimo pessoal sem burocracia na hora que quiser sem prejudicar suas finanças.

Pontos chave para se livrar de dívidas

  • Os juros de empréstimos pessoais, limites bancários (cheque especial) e cartões de crédito são quase todos mais altos do que as taxas de consignado, penhor ou empréstimo coletivos – tente pagar esses tipos de dívidas primeiro, começando pelos juros mais caros.
  • No Brasil ainda não é costume, mas comece trabalhar para melhorar seu histórico de crédito, aumentar seu score dará mais acesso as melhores ofertas de crédito e empréstimos pessoais.
  1. Considere realizar sempre um pesquisa completa com todas as opções de empréstimo que tem disponível para o seu perfil de consumidor, para isso use ferramentas online de busca e comparação fácil para encontrar as melhores empresas de empréstimo e o melhor tipo de empréstimo.
  • Dependendo do tipo de empréstimo que você contratar ira cobrar menos juros do que outros, então pode fazer muito sentido você consolidar suas dívidas pegando dinheiro mais barato e pagando dinheiro mais caro.
  • Quanto mais cedo você pagar suas dívidas, menos juros será acumulado durante o período vigente – mas você precisa ficar atento às cobranças adicionais sobre pagamento antecipado ou quitação do empréstimo.

Tudo o que você precisa para pedir dinheiro emprestado mais barato é encontrar a maneira mais barata de fazê-lo, a empresa que tem a melhor ofertas e o tipo de empréstimo com juros menores.

Afinal, quanto mais barato o crédito contraído, mais do seu dinheiro vai para a pagamento da dívida ou para o saldo da sua poupança ou investimento.

Melhore sua pontuação de crédito no Serasa/SCPC/SPC Brasil

Uma das maneiras mais claras e positivas para reduzir dívidas com empréstimo é aumentar a pontuação de crédito que os agentes de crédito mantêm sobre você.

Com maior score e histórico limpo de inscrições negativas, ajudará você a obter acesso às taxas de juros mais baixas e ofertas de crédito pessoal mais atraentes junto as instituições financeiras.

Sem dúvidas, você poderá economizar uma boa quantidade de dinheiro, seja no seu primeiro empréstimo ou em empréstimo recorrentes, seja pela reorganização da dívida para reduzir o valor pago atualmente.

Escolha o empréstimo pessoal certo para você

A forma mais barata de empréstimo dependerá de quanto você precisa e por quanto tempo tem para procurar, além disso, tem o fato de você estar inserido em alguma categoria de pessoas como:

  1. Aposentado e Pensionistas da Previdência – Empréstimo para INSS
  2. Servidores e Funcionários Públicos – Empréstimo para Servidores Públicos
  3. Militares da Forças Armadas – Empréstimo para Militares
  4. Assalariados de Empresas Privada – Consignado Privado

A modalidade de empréstimo certo dependerá do seu momento, do seu perfil e das suas circunstâncias, portanto, certifique-se procurar ao redor e comparar todas as alternativas.

aprenda reduzir dívidas com empréstimo pessoal

Saques no cheque especial

Se você precisa de algumas centenas de reais rápido por um período de tempo relativamente curto – até 10/20 08 30 dias, então vale a pena considerar fazer um saque no seu cheque especial pré-aprovado em sua conta corrente.

Muitos bancos oferecem limites de crédito pessoal sem juros por um período e pequenos juros dentro de prazo específico – apenas certifique-se de falar com seu gerente de banco antes de ficar devendo ou no vermelho, porque, caso contrário, as penalidades como multas e juros sobre o saldo devedor podem ser muitos severas.

Dinheiro com cartões de crédito

Os juros dos cartões de crédito podem ser muito mais altos do que qualquer empréstimo pessoal, com excessão ao empréstimo de agiota, mas alguns oferecem um período sem juros para novas compras e outros fornecem uma longa período sem juros na parcelas, verifique se não é interessando ao invés de usar dinheiro, comprar com seu cartão aproveitando esses benefícios.

Priorize o pagamento da sua dívida mais cara sem correr o risco de não conseguir cumprir os pagamentos mínimos em seus outros compromissos financeiros essenssiais

Para entrar nessa de usar o cartão ou saque de dinheiro no cartão, você deve estar confiante de que não será tentado em deixar a dívida do cartão por mais tempo do que o período sem juros, ou você corre o risco de pagar uma das formas mais caras de usar dinheiro emprestado.

Empréstimos pessoais e hipotecas

Você normalmente vai descobrir um hora ou outra que quanto maior a sua dívida, menor será a taxa de juros oferecida ou cobrado pelo valor contratado ex: empréstimo imobiliário.

Isso significa que – se você tem um número de empréstimos menores, com dívidas como os de cartões de crédito, cartão de lojas, empréstimo para negativados – pode ser mais barato consolidá-los em um empréstimo com garantia de imóvel (hipoteca) ou empréstimo com garantia de veículo.

Empréstimo peer-to-peer

Os empréstimos peer-to-peer estão se tornando cada vez mais comuns e aceitos no mundo das finanças tradicionais aqui no Brasil, as taxas desses tipos de empréstimos pessoais podem ser bem atraentes se você encontrar a empresa certa para concluir seu pedido.

Tal como acontece com os empréstimos pessoais convencionais, você geralmente descobrirá que, se tiver negativado com histórico de crédito ruim, terá que pagar mais caro para garantir a liberação do empréstimo e o pagamento e redução das suas dívidas.

Cooperativas de crédito

Existem muitas cooperativas de crédito que emprestam dinheiro para as pessoas associadas com taxas de juros muito baixos.  facilidade está em conseguir empréstimo pessoal quando houver dificuldade em obter crédito nos meios tradicionais como bancos e financeiras.

Em alguns casos, as taxas de juros podem ser equivalentes ao mercado convencional, mas os produtos financeiros oferecidos em cooperativas servem bem para pessoas que não se qualificam para as melhores ofertas de empréstimo bancário, empréstimo consignado ou não possuem bens para dar como garantia.

Se associar em cooperativas também ajudar não correr o risco de cair nas mãos de agiotas e credores alternativos que praticam juros excessivos.

Faça pesquisa e comparação de crédito

Quando tiver decidido sobre qual o tipo de empréstimo pessoal ou outro produto de crédito qualquer que deseja para conseguir recursos financeiros, use sempre uma ferramenta de comparação ou sites de reviews com analises inteligentes como disponível aqui no GranaSmart.

Essas ferramentas permitem que você faça conheça como funciona um determinado tipo de empréstimo e como a empresa tem se comportado na mercado de crédito. Mostrará também quais os melhores empréstimos com os quais você provavelmente será aceito antes de prosseguir com sua solicitação.

Uma pesquisa simples poderá ter um impacto real na quantidade de dinheiro que você poderá pegar, e na quantidade de economia com juros ao fazer a escolha certo do seu novo empréstimo, refinanciamento ou portabilidade de crédito.

Reduzindo o custo da dívida existente

1. Priorize a dívida

Faça uma lista de todas as suas dívidas atuais em andamento, inclua débitos como empréstimos, financiamentos, saldos de cartão de crédito, débitos com limites bancários, cartões de lojas, hipoteca e outras dívidas caras.

O ideal é priorizar o pagamento de dívidas com custos mais elevados, e aquela que você não pode correr o risco de não conseguir fazer os pagamentos mínimos, e também as de compromissos essenciais que não podem deixar de serem pagas.

confira dicas para reduzir dívidas com empréstimo pessoal

Paga suas dívidas antes de poupar dinheiro

Se você está com dívidas em andamento, mas você tem dinheiro sobrando na poupança, ou no banco investido em algum papel, tenha em mente que você pode estar pagando mais caro para manter seu empréstimo do que você está ganhando com os juros de seus investimentos.

Veja também:

Use seu dinheiro da melhor forma possível! Talvez seja viável pagar a totalidade ou parte das dívidas, embora você deva pensar cuidadosamente antes de usar seus recursos de emergência para pagar empréstimos pessoais antecipadamente, essa não é uma má ideia.

Para falar a verdade, todas as pessoas precisam ter uma guarda chuva para os dias chuvosos – nosso conselho é típico, tente acumular cerca de três a seis meses de salário. Caso tenha dinheiro sobrando, pense em usar esse dinheiro para pagar qualquer dívida com juros caro ou muito caro.

Pagar parcelas antecipado

Provavelmente você faz os pagamentos das parcelas mês a mês, você sabia que parte do seu dinheiro é simplesmente para pagar os juros, enquanto o restante paga a sua dívida principal.

− Quitar sua dívida mais cedo em geral ajuda economizar algum dinheiro com juros, então, se possível, tente fazer pagamentos duplos de parcelas ou quitar todo o empréstimo quando tiver a oportunidade.

Pela lógica financeira, quanto mais cedo você terminar de pagar um contrato de empréstimo, menos você vai pagar de saldo e juros – lembrando que você deve levar em conta todas as taxas que evolvem a quitação ou pagamento antecipado antes do tempo.

Verifique com o seu credor quais são os custos, multas ou penalidades previstas ao efetuar pagamentos antecipados. Depois de saber, solicite a carta de quitação, extrato ou outro documentos de permita liquidar a dívida no valor total ou parcial para garantir que esse recurso valha a pena.

Você se surpreenderia com o quanto você poderia economizar no custo do seu empréstimo, pagando parcelas antecipada ou quitando antecipadamente o saldo devedor – mesmo que haja custos adicionais para fazer isso.

Se você tem acesso a empréstimo com juro zero ou sem juros, ou ainda acesso ao consignado em folha que tem juros menores que 2,10%, não perca tempo, contrate-o e pague qualquer outro empréstimo acima de 5% de juros mensal.

Consolide sua dívida para economizar com juros

Quando você tem dinheiro extra ou acesso a empréstimos mais baratos, significa que você pode economizar dinheiro consolidando as dívidas em uma única dívida, procedimento muito mais conveniente, pois você só terá que lidar com um ou dois credores no máximo.

Se você fizer um empréstimo para consolidação da dívida, saiba que isto é realmente uma boa idéia, cancelar qualquer crédito pessoal caro e cartões com juros altíssimos para que você não acabe com uma grande bola de neve de dívidas faz todo sentido, além de cortar a tentação do consumismo pela raiz!

Pense no refinanciamento com garantia

Indiscutivelmente a melhor forma de consolidação da dívida é pensar em usar o empréstimo com juros mais barato como a hipoteca ou empréstimo com garantia.

Embora essa possa ser uma boa alternativa, é frequentemente com juros mais barato, 1,49% ao mês, por vezes ela se torna uma dívida com prazo longo, e não tão segura, pois a pesar de pagar uma taxa de juros muito baixa, seus bens ficam alienados até o final do contrato.

Você deve sempre pensar cuidadosamente antes de dar como garantia de dívida a sua casa, imóvel rural ou carro.

Valem mencionar que a administradora do seu cartão de crédito não pode leiloar sua casa ou carro, mas um credor de hipoteca pode. Isso torna essencial que você evite contrair dívidas com riscos futuros – pense nisto!

Antes de solicitar um empréstimo com garantia, olhe para todas as outras opções e alternativas de empréstimo pessoais disponíveis.

Veja também:

Você está lutando para pagar dívidas?

Se você está lutando para saldar todas as suas dívidas mês após mês, suas parcelas estão apertando suas finanças e orçamento pessoal ou familiar, fale com o seu credor como um primeiro porto para saber qual as possibilidades de renegociar ou até refinanciar a dívida.

Credores como…

➜ Ferratum MoneyFinanZeroNoverdeLendicoCrefisaCreditasJust Online, GeruMoneyManSimplic, podem muitos úteis ao precisar de crédito ou empréstimo pessoal.

Normalmente os credores não querem que você fique inadimplente deixando de pagar a dívida, então, ele pode encontrar uma maneira de ajudar. Se não for possível, encontre outros meios de realizar a quebra dos juros para reduzir as dívidas com seu empréstimo pessoal ou financiamentos.